ZDB

Artes Visuais
Exposições

“O sol de inverno: a cavalo congela a minha sombra”

— Drawing Room Lisboa 2020

14.10 — 17.10.20
18.10 — 18.10.20

De acordo com as medidas de segurança recomendadas só será possível visitar a exposição mediante a utilização de máscara.

No mito ocidental da origem da imagem, tal como contada por Plínio, o Velho, a filha de Butades de Sicião, o oleiro, desenha a silhueta do jovem por quem se apaixonara recorrendo ao uso de uma lamparina. O amante está de partida. Um sol de inverno congela o amante e os raios difusos da lamparina projectam a sombra que a filha do oleiro rasura na parede que faz de ecrã. O desenho coincide no umbral tracejado que separa o que é dado a ver e o que se ofusca pelo perfil do jovem. Resulta desse semblante uma máscara que depois Butades modela em barro e coze no forno.

No mito acidental do fim da imagem, tal como contada por Plínio, o mais recente, a filha do Barnabé de Oeiras, o fotógrafo, fotografa o rosto da jovem por quem se enamorara recorrendo ao uso de uma máquina polaroid. A jovem está de partida, vai apanhar o comboio para Lisboa. Um sol de inverno congela o comboio e os raios difusos do flash projectam a sombra que a filha do fotógrafo vê depois lentamente aparecer na emulsão instantânea. O desenho coincide no umbral tracejado que separa o que é dado a ver e o que se ofusca pelo o perfil da jovem. Resulta desse semblante uma imagem que depois Barnabé digitaliza e imprime em papel brilhante A4.

Artistas:

Adriana Proganó
Fátima Moreno
Fernando Brito
Francisca Carvalho
Gonçalo Pena
Irene Buarque
Mané Pacheco
Marco Franco
Mariana Gomes
Mattia Denisse
Pedro Henriques
Von Calhau

Próximos Eventos

aceito
Ao utilizar este website está a concordar com a utilização de cookies de acordo com o nossa política de privacidade.