ZDB

Artes Visuais
Exposições

waters of night

— exposição de Pádraig Timoney

21.01 — 08.04.23
Galeria Zé dos Bois

Inauguração:
21 de Janeiro às 18h

Horário:
Segunda a Sábado das 18h às 22h

A Galeria Zé dos Bois inaugura, a 21 de Janeiro de 2023, waters of night, a primeira exposição individual de Pádraig Timoney em Portugal.

Apresentando cerca de trinta obras, que ocupam os dois andares da Galeria, entre espelhos materializados pelo próprio e telas, Timoney traz a Lisboa uma nova nuance da sua investigação sobre a construção da imagem.

No cerne da prática de Pádraig Timoney está uma investigação contínua sobre a mecânica da criação de imagens – cada tela representa a sua própria investigação sobre as formas como as imagens são construídas ou reconstruídas por meio da pintura. Resistindo a um estilo singular, as obras de Timoney são unas na sua abordagem; cada pintura visa conectar perfeitamente uma imagem escolhida com o material utilizado e o seu processo. Muitas das vezes, criando novos processos como resultado, as obras funcionam como um índice ou registo das decisões tomadas, revelando ao mesmo tempo as imperfeições do próprio meio. Ao incluir os erros de tradução e as falhas de reconhecimento, a abstracção e a figuração nunca parecem distantes, aparecendo muitas vezes à beira de colapsarem uma na outra. Por meio desses modos divergentes, as suas exposições documentam uma duração específica de tempo e pesquisa no atelier, em vez de uma tese artística tradicional.

Natxo Checa e Gérard Faggionato têm vindo a seguir o mais recente trabalho de Pádraig Timoney em atelier, desde inícios de 2022, levando este processo à primeira colaboração entre a Galeria Zé dos Bois e a Indipendenza (Roma), onde a exposição waters of night esteve patente entre 28 de Outubro de 2022 e 7 de Janeiro de 2023.

No dia da inauguração, recebemos JG Wilkes (Optimo) para um DJ set no Aquário.

Pádraig Timoney

Pádraig Timoney (Derry, Irlanda, 1968) vive e trabalha em Berlim. Das suas exposições individuais destacam-se Lulu, Cidade do México, 2018, There was a Study Done, Cleopatras, Brooklyn, 2017, a lu tiempo de…, curadoria de Alessandro Rabbotini, Museo Madre, Nápoles, 2014, e Fontwell Helix Feely, Raven Row, Londres, 2013. Timoney participou em inúmeras exposições colectivas que incluem Lisa JoKAYA (Kerstin Brätsch & Debo Eilers), Lukas Quietzsch, Pádraig Timoney at Downer Berlin, Markers, David Zwirner, Londres, 2017, Collected by Thea Westreich Wagner and Ethan Wagner, Centre Georges Pompidou, Paris, 2016. A sua obra está incluída nas colecções permanentes da Albright-Knox Art Gallery, Buffalo, Centre Georges Pompidou, Paris, Museo Madre, Nápoles, Arts Council England, Arts Council Ireland, entre outros.

Programa Relacionado

Próximos Eventos

aceito
Ao utilizar este website está a concordar com a utilização de cookies de acordo com o nossa política de privacidade.