ZDB

Artes Visuais
Exposições

O Contra-Céu Ensaio sobre o Hiato

— de Mattia Denisse

21.07 — 23.09.10
Galeria Zé dos Bois

De Quarta a Sábado, das 18 às 23h. Horário de Verão

A exposição O contra-céu Ensaio sobre o Hiato apresenta uma instalação realizada especificamente para Galeria Zé dos Bois, constituída por desenhos, esculturas, objectos e um filme também inédito.

A obra nasceu da leitura paralela de dois textos: um diálogo de Giordano Bruno onde se trata da objecção clássica sobre a finitude do universo (…) o que aconteceria se alguém, com a mão, atravessasse a superfície dos céus? Ao que Burchio, um dos personagens envolvidos no diálogo, responde (…) se alguém estendesse a mão do outro lado deste convexo (concavo), ela não estaria algures, mas estaria em lugar nenhum e, por consequência, ela não seria; e o poema Desilusão de René Daumal, tirado do seu livro “Le Contre-Ciel”, sobre o limite absoluto e o instante fugaz da descontinuidade que separa a vida da morte. Este ensaio evoca o hiato como o conceito que protagoniza, paradoxalmente, a junção destas duas linhas assímptotas.

– Mattia Denisse

Mattia Denisse

Mattia Denisse nasceu em Blois, França, em 1967. Vive em Lisboa desde 1999. De entre as suas exposições individuais, destaque para Tercenas (2001), Mija Vinagre (2000) e Grosso Modo Substancia Mole, Ipso Facto Substancia Dura (2004), todas na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa. Nos anos seguintes expõe Paisagem Inacabada (Mindelo, Cabo Verde, apoio Centre National de Arts Plastiques, 2005-06); As Ilhas Desertas (Galeria Graça Brandão, Porto, 2008); O Contra Céu – Ensaio Sobre o Hiato (Galeria ZDB, 2010); Conferência Sobre a Queda de Dois Corpos (Projeto Galeto, Lisboa, 2012); O Detalhe Imenso (Galeria Sala Recife, Brasil, 2012); Isso – Ensaio De Geo-Grafia (Galeria EstudioBuck, São Paulo, Brasil,2012); 24 Frames Por Segundo De Substância Absolutamente Infinita (Espaço Intermeios, São Paulo, Brasil, 2013); Apontamento Intempestivo (Dança no andar de cima, Fortaleza, Brasil, 2014); Histórias Assímptotas do Homem Sem Cabeça, da Mulher Geométrica, do Macaco e da Morte (Galeria Bessa Pereira, Lisboa, 2014); e Duplo Vê (Casa das Histórias Paula Rego, 2016).
Colaborou com João Maria Gusmão e Pedro Paiva como editor do catálogo da Bienal de Veneza (2009) e foi autor de textos para os livros Abissologia: Para Uma Ciência Transitória Do Indiscernível (DGartes,2012) e Teoria Extraterrestre (Mousse Publishing, 2015). Escreveu e publicou os livros Câmara de Descompressão (Dois Dias edições, 2011); Logo Depois da Vírgula (Ed. do autor e Barbara Says, 2011); Compêndio de Geometria Clitoridiana – Conversa Acerca de Uma Nova Geometria (Galeria Bessa Pereira, 2014); Quem Procura Acha (Mov Palavras, Brasil, 2015); e História Fantástica do Mergulho (Inland jornal, ed. Eduardo Matos e André Cepeda, 2015).

Programa Relacionado

Próximos Eventos

aceito
Ao utilizar este website está a concordar com a utilização de cookies de acordo com o nossa política de privacidade.