ZDB

Artes Visuais
Conversas
Exposições
Performance

‘Deixadinha’

— conversa-performance de Mariana Gomes e Tiago Baptista

Sáb27.11.2119:30
Galeria Zé dos Bois


© Bruno Lopes

Sábado, dia 27 de Novembro, encerramos a exposição Febre com Deixadinha, uma conversa-performance de Mariana Gomes e Tiago Baptista ao redor de uma mesa de pingue-pongue. Os dois pintores trocam ideias frente a frente, ao ritmo da bola que balança de lado a lado. E quem se quiser juntar à conversa, só terá que pegar na raquete.

Mariana Gomes

Mariana Gomes (Faro, 1983) vive e trabalha em Lisboa, Portugal, e é formada em Pintura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, Portugal. Em 2011 foi distinguida com menção honrosa pelo Prémio Fidelidade Mundial – Jovens Pintores 2011. Das exposições que realizou destacam-se: Quote / Unquote. Between Appropriation and Dialogue, curadoria de Gabriela Vaz Pinheiro, Galeria Municipal do Porto, Porto, MAAT – Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia, Lisboa (2017); Romanian Dances, Galeria Baginski, Lisboa (2017); Bollocks, curadoria de Bruno Marchand, Appleton Square, Lisboa (2016); 10º Prémio Amadeu de Souza-Cardoso, Museu Municipal Amadeu de Souza-Cardoso, Amarante (2015); Breviário, Galeria Fernando Santos, Porto (2014); Stop Making sense!, com curadoria de João Pinharanda, Fundação EDP, Lisboa (2013); X Tentativas, Galeria Módulo – Centro Difusor de Arte, Lisboa (2009). O trabalho de Mariana Gomes encontra-se representada em várias colecções privadas e em colecções públicas como a Colecção de Arte Contemporânea da Fundação EDP e a Colecção Moderna do Museu Calouste Gulbenkian.

Tiago Baptista

Tiago Baptista é um artista português, actualmente sediado em Lisboa.
O seu trabalho, da pintura ao desenho, expande-se entre banda desenhada, instalação e publicações artísticas. Utilizando uma vasta gama de imagens, desde as redes sociais à história da arte, o seu corpo de trabalho resulta num trabalho íntimo e busca pessoal sobre a relação humana com a natureza, a paisagem, a cultura e memória num ambiente pós-industrial e de capitalismo tardio, onde figuras colidem e dialogam entre realismo e abstracção – frequentemente dentro de associações disruptivas de diferentes dimensões de tempos e espaços. Dirige o blog Desenhando Constelações onde publica os seus textos e podcasts.

Programa Relacionado

Próximos Eventos

aceito
Ao utilizar este website está a concordar com a utilização de cookies de acordo com o nossa política de privacidade.